Ilha artificial no porto de Copenhague

A Ilha artificial criada por Marshall Blecher e Magnus Maarbjerg é o primeiro dos nove destinos culturais flutuantes no porto de Copenhague.

Enraizada dentro da plataforma de madeira, a ilha em forma de um pentágono de 215 m² tem a aparência de um parque. O arquiteto australiano Marshall Blecher em parceria com Magnus Maarbjerg, do estúdio de design dinamarquês Fokstrot, para construir o local de encontro público como protótipo para o projeto Copenhagen Islands. O projeto visa construir uma série de plataformas similares em todo o Porto de Copenhague com uma variedade de propósitos públicos, principalmente culturais.

Apesar de seu tamanho reduzido, a ilha atual já recebeu alguns eventos, como uma série de palestras sobre o futuro das cidades portuárias, tomando Copenhague como exemplo. A equipe propôs nove ilhas, cada uma das quais pode se conectar para formar uma ilha maior, que o arquiteto chama de “parkipelago”. Atualmente, há planos para um palco, cafeteria, sauna, trampolim e uma fazenda de mexilhões que tudo será acessível através de um barco.

A primeira fase do projeto foi financiada pela Statenskunstfond e pela Havnekulturpuljen, uma organização local que promove a expansão de eventos culturais e esportivos. Os dois estão trabalhando com a Statenskunstfond e outras instituições sem fins lucrativos para ajudar a financiar sua próxima etapa. A ilha está localizada em Slusen, no porto sul de Copenhague, mas o projeto continuará para o norte, até a área de Refshaleøen.

 

Fotos by Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *