Gangorra instalada em fronteira entre EUA e México aproxima crianças separadas por cerca de ferro

Na última terça-feira (30), dois professores da Universidade da Califórnia instalaram uma gangorra na fronteira entre Estados Unidos e México, para que as crianças dos dois países pudessem brincar juntas.

A ideia foi desenvolvida por Ronald Rael, professor de arquitetura e Virginia San Fratello, professora de design. Segundo Ronald, apesar do projeto atrair as crianças, o objetivo é muito mais profundo: “O muro tornou-se um ponto de apoio para as relações EUA-México, e os adultos foram conectados de maneira significativa em ambos os lados com o reconhecimento de que as ações que acontecem de um lado têm uma consequência direta para o outro lado”, explica.

Apesar do projeto ser extremamente atual, com as discussões sobre a construção de um muro oficial que separe os dois países, proposto pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a ideia de Rael e Fratello surgiu em 2009, mas só pôde ser concretizada agora, dez anos depois.

As gangorras foram instaladas na cerca da fronteira que separa El Paso (EUA) e Ciudad Juárez (México). O idealizador da ideia explicou que o rosa foi escolhido por causa do contraste com o entorno, trazendo mais vida e alegria para a área.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *