Serpent d’océan by Huang Yong Ping

Concluída em 2012, a Serpent d’océan é uma impressionante escultura de 130 metros do artista contemporâneo francês chinês Huang Yong Ping.

A escultura faz parte da coleção de arte pública permanente do estuário de Loire em Nantes, na França, ao longo de seus 59 km de extensão. Feito de alumínio, o esqueleto da serpente é sempre coberto e descoberto pelas marés, sendo escavado de acordo com o nível da água e revelando seus resíduos arqueológicos. Ping criou a forma curva da espinha da escultura ára que seja o espelho da ponte Saint-Nazaire, conectando a criatura com o ambiente ao redor.

Huang Yong Ping foi um importante promissor no movimento de vanguarda chinês dos anos 80 e teve muitos de seus trabalhos proibidos pelo governo. Mas em 1989, ele se mudou para a França, onde se tornou um cidadão francês naturalizado. Muitas vezes, abordando a identidade e a mistura de diferentes culturas em sua obra, não é surpresa ver o artista apresentando um animal relacionado à mitologia chinesa em seus trabalhos.

Causando surpresa por causa de sua robustez e tamanho, a Serpent d’océean está sempre cheia de movimento. Seu extenso esqueleto termina em uma cauda fina, semelhante a um chicote, que acaba cortando graciosamente a água quase que de forma poética, dando a sensação de impulsionar o corpo da serpente em direção à costa. O trabalho se revela continuamente de diferentes formas, dependendo da hora do dia, tanto pela mudança da maré quanto pelo reflexo da luz. E, curiosamente, com o tempo, algumas algas começam a se agarrar à superfície, o trabalho ganha mais significado ao mostrar o ciclo da vida e da natureza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *